fbpx

Como mudar velhos hábitos de sua empregada doméstica

 

hábitos das empregadas domésticas

Todo mundo tem seus hábitos e manias, a empregada doméstica não é diferente. Neste artigos vamos ver formas de mudar certo hábitos de sua empregada doméstica.

Conviver com alguém, seja na rotina pessoal, seja no dia a dia de trabalho, é aprender também a lidar com suas manias e seus hábitos.

No entanto, quando essa pessoa mora ou trabalha na sua casa, a convivência intensa com o hábito pode ser uma tarefa ainda mais exigente.

Na relação patrão e doméstica, alguns hábitos antigos da pessoa que está prestando o serviço na sua casa pode afetar a qualidade do trabalho que você espera para determinadas situações.

Da mesma forma, o constante fato de ter que corrigir determinadas ações da empregada doméstica, pode desgastar a relação para ambos os lados.

Não é porque é um hábito que não significa que ele não possa ser mudado.

Para isso, é preciso um pouco de paciência e compreensão, para conseguir chegar no caminho certo.

Nesse artigo discutimos um pouco sobre como você pode fazer para mudar velhos hábitos de sua doméstica e tornar a relação de trabalho satisfatória para todos.

O que é um hábito?

Hábitos são ações que são repetidas com uma certa frequência pela mesma pessoa, de maneira consciente ou não, em busca de um determinado objetivo.

Assim, existem hábitos que realizamos todos os dias e não percebemos, como escovar os dentes, lavar as mãos etc., por outro lado, existem outros que precisam ser praticados diariamente para serem aprendidos por completo.

De maneira resumida, hábito é um comportamento que nós aprendemos a repetir, seja ele bom ou ruim.

Toda pessoa, portanto, tem algum hábito, visto que eles podem ajudar a facilitar qualquer tarefa do dia e até mesmo colaborar para o relaxamento da mente em ações que já são corriqueiras para nós.

Como os hábitos se formam?

Como afirmamos anteriormente, hábitos são comportamentos repetitivos que adotamos ao longo do tempo, por um determinado motivo. Dessa maneira, fica fácil entender que muitos hábitos se formam por simplesmente executarmos alguma ação necessária de maneira automática, como também porque nos dedicamos a repetir uma tarefa continuamente até que ela se torne recorrente no nosso dia a dia.

Os hábitos, portanto, podem ser classificados como cognitivos ou motores. Os cognitivos são aqueles que se desenvolvem de maneira natural para nós na rotina: pentear o cabelo, escovar os dentes, trocar de roupa. Os motores são as ações que, de início, não são consideradas naturais para nós e que, por esse motivo, precisamos de adicioná-la a nossa rotina gradualmente, até que ela se torne um hábito: praticar atividades físicas regularmente, acordar cedo, estudar.

Devemos sempre ter em mente que, por mais difícil que pareça ser um hábito, ele sempre pode ser aprendido. Tudo que é preciso é um pouco de dedicação e persistência para desenvolvê-lo.

Como os hábitos são responsáveis pelo nosso comportamento e competência?

Como os hábitos são ações que praticamos rotineiramente, muitas vezes sem perceber, eles podem ser sim bastante responsáveis pela formação do nosso comportamento de uma maneira geral.

Quando você tem, por exemplo, o hábito de se exercitar diariamente, essa ação recorrente se torna uma característica de seu comportamento, que será de uma pessoa mais ativa, mais preocupada com a saúde e com a qualidade de vida.

O mesmo acontece quando você cria o hábito de arrumar a sua cama logo ao acordar. Essa é uma ação associada a uma pessoa de comportamento organizado.

Por isso, todo hábito que você opta por cultivar e desenvolver pode falar muito sobre suas características pessoais no futuro.

Quais são os hábitos de domésticas que podem ser modificados?

Todo mundo, de maneira geral, tem hábitos – seja na vida pessoal ou no trabalho – que podem ser mudados para melhor. No caso de sua empregada doméstica, alguns hábitos podem prejudicar a rotina de trabalho e por isso, devem ser orientados para serem aprimorados ou deixados de lado.

Listamos alguns hábitos simples de serem modificados e que poderão fazer a diferença na produtividade da funcionária e na satisfação com o trabalho executado:

  • Passar muito tempo ao telefone celular;
  • Não deslocar móveis para fazer a limpeza completa;
  • Não limpar vidros, janelas ou aspirar o tapete;
  • Chegar atrasada ao local de trabalho.

O que fazer para mudá-los sem estresse?

Para mudar qualquer tipo de hábito, o primeiro passo é tentar, inicialmente, entender por que ele ocorre. Compreendendo a origem de um hábito, você consegue atuar em sua causa para modificá-lo.

Portanto, converse com sua doméstica sobre alguns hábitos que talvez precisem ser mudados, apontando os pontos positivos dessas mudanças para o dia a dia delas. A maior produtividade pode, inclusive, fazer com que ela finalize o trabalho diário mais cedo do que o esperado, resultando em mais horas de descanso.

Peça para ela mesma se atentar quando um hábito indesejado der sinais de que está se iniciando e, dessa maneira, para que ela mesmo se corrija, sem que você tenha que apontar todas as vezes a falha. Lembre-se, a conquista da correção de um hábito deve ser toda da pessoa que precisa evitá-lo.

A mudança de um hábito pode demorar um período de tempo indeterminado – que varia de pessoa para pessoa – por isso, é uma falha tentar recompensá-la para que ela consiga conquistar a mudança de maneira mais rápida.

Não ofereça aumentos de salário ou mais horas de descanso caso ela não esteja conseguindo mudar o hábito – essa atitude, além de ineficiente, pode soar ofensiva.

Mudar um hábito demanda paciência, persistência e, especialmente, compaixão do lado que deseja ver essa ação modificada.

Por isso, antes de pensar em mudar velhos hábitos de sua doméstica, que tal começar primeiro pensando em como você pode auxiliá-la a trabalhar melhor? Temos certeza que essa atitude vai melhorar significativamente a sua relação.

Veja também no Blog Famyle:

Deixe um comentário

  Subscribe  
Notify of