fbpx

Disney com as crianças: Faça a viagem dos sonhos!

Parques, compras, passeios e diversão: Viajar para a Disney com as crianças é sonho de família!

Você sabia que a Disney Orlando foi eleita pela 4ª vez consecutiva o melhor parque internacional do mundo pela Datafolha em 2019?

Não é para menos: o lugar é repleto de magia, atrações belíssimas, brinquedos e personagens que amamos desde a infância.

Porém, se tem uma coisa que toda mãe sabe, é que viajar com as crianças exige muito cuidado e atenção, certo?

Pensando nisso, preparamos um guia completo para viajar para a Disney com as crianças e ter a viagem que você sempre sonhou!

Para isso, contamos com a ajuda de quem já tem experiência!

Nossa leitora Brenda Castro, mamãe do Paulo Matheus (8 anos) e do João Pedro (5 anos) contribuiu bastante com dicas que só quem é mãe e já viajou para a Disney podia conhecer.

Ela já viajou para a Disney com as crianças duas vezes, e nos conta em primeira mão tudo o que você precisa saber para curtir a viagem sem preocupações!

Gostou? Continue lendo, que hoje a conversa é mágica!

Como é viajar para a Disney com as crianças?

disney com as crianças

“Viajar para a Disney com as crianças foi a melhor experiência de férias que vivemos até o momento. E olha que a gente viaja bastante, hein?” – conta Brenda. E completa: “ A vontade que dá é ir para lá todo ano!”

A leitora nos contou que da primeira vez que esteve na Disney Orlando, em 2017, as crianças eram ainda menores.

Na ocasião, Paulo Matheus, o mais velho, estava com 6 anos, enquanto João Pedro era ainda um bebê de menos de 3 aninhos.

“Viajar para a Disney com um bebê não impede a diversão, mas complica um pouco, pois as necessidades do bebê são maiores. Na segunda vez que fomos, no ano passado, foi bem mais fácil”.

Ela conta que muitas pessoas disseram que o pequeno não iria aproveitar a viagem, mas que não se importou: “Na verdade, não é bem assim. Há muitos brinquedos e atrações para os menorzinhos.”

“Mas a verdade é que esta última vez foi mais divertida para ele. Inclusive porque agora ele lembra de tudo!”

Perguntamos a ela se a família tem planos de voltar à Disney. A resposta fala por si só: “Mas, é claro! Em breve a gente vai para lá de novo!”

Como chegar a Disney

A melhor forma de ir para a Disney saindo do Brasil é voar até o Aeroporto Internacional de Orlando, que fica a pouco mais de 32 km dos parques.

De lá para os hotéis e parques da Disney há várias opções de transporte, mas o primeiro lugar para onde irá é para seu hotel, não é mesmo?

Se você for se hospedar em um dos hotéis da Disney mesmo, o transporte é gratuito. Os resorts Disney oferecem o Disney’s Magical Express, um ônibus de luxo que faz o trajeto com seus hóspedes.

Quando fizer sua reserva, não esqueça de agendar o serviço.

E se não for ficar em um hotel Disney?

Caso opte por outros hotéis em Orlando, é bom consultar se o escolhido oferece traslado, também chamado de shuttle, tanto desde o aeroporto como até o parque.

O transporte pode acrescentar uns bons dólares aos seus gastos de viagem.

As opções para ir a outros hotéis saindo do aeroporto são: alugar um carro, usar o transporte público ou pegar um táxi.

Existem locadoras no aeroporto, e você pode reservar com antecedência.

Tem como ir de Uber também. O aplicativo é o mesmo que se utiliza no Brasil, e funciona do mesmo jeito.

Os motoristas são de nacionalidades diversas ( tem até brasileiros!), e a vantagem frente ao táxi é que, se não quiser falar inglês, não é preciso. No Uber, só conversa quem quer, né?

Existem ainda os serviços de transporte privativos. Você contrata o serviço ainda no Brasil, e quando chega lá com a família, as malas e todo o cansaço da viagem, estão te esperando no aeroporto.

O serviço tem seus prós e contras: é o meio de transporte mais caro, porém o mais confortável. Além disso, se quiser pode até pedir um motorista que fale português.

Melhor época para ir para Disney

A melhor época para ir à Disney é quando o parque está tranquilo, ou seja, fora de datas especiais.

Natal e Ano Novo não são boas escolhas. Além do fluxo natural de visitantes de fora, os próprios americanos lotam os parques. É bem comum que cheguem a alcançar a capacidade máxima e fechar portões..

Entre a segunda quinzena de abril e a última semana de maio é um excelente período.

Já os meses de junho, julho e agosto não são indicados. São os meses de férias de verão no país e as filas aumentam bastante.

Setembro e outubro são meses de menor fluxo. Exceto entre os dias 10 e 12 de outubro, onde se celebra o feriado Columbus Day nos Estados Unidos e aumenta o movimento do parque.

Quanto ao clima, não se preocupe. No mês de janeiro, que é o mais frio, a temperatura vai dos 22° aos 11° C. No verão, a temperatura pode subir até os 33° C.

Vale comentar que a região de Orlando é atingida por furacões de vez em quando. Não é lá tão comum:  até hoje, os parques da Disney foram obrigados a fechar por um furacão apenas 7 vezes.

A última, foi em setembro de 2009, por causa do furacão Dorian.

Não precisa se preocupar muito, já que Orlando fica mais ao interior do continente, mas é bom saber que a temporada com maior probabilidade de que ocorra vai do meio de agosto até o final de outubro.

Quanto custa viajar para a Disney?

Uma viagem para a Disney, considerando visto, passagem, hospedagem, alimentação, seguro viagem, ingressos,  transporte e outros gastos normais, custa a partir USD$ 2300 por pessoa.

Esse é um valor base, considerando o mínimo investimento necessário. Porém, as escolhas determinam o valor final: hotéis dentro da Disney podem chegar a dobrar o valor da hospedagem, e isso é apenas um exemplo.

O preço da passagem para a Disney varia segundo o mês. Em março, o mês mais barato segundo o site de buscas Skyscanner, o preço parte dos USD$ 550 ida e volta.

Já em julho, bem no meio do verão americano, o valor pode passar dos mil dólares.

Vale a pena consultar pacotes de viagens e buscar bastante na internet. Não são poucas as ofertas de combos com passagens, hospedagem e ingressos, além de outras facilidades.

Como comprar ingressos da Disney

Você pode comprar os ingressos da Disney ainda no Brasil, através do site oficial ou de agências seguras.

É comum encontrar ingressos disney com desconto, em pacotes para mais de um dia de visita. O site oficial oferece e em pacotes oferecidos por agenciadoras no também se conseguem boas ofertas.

A dica é verificar as referências da empresa por onde pretende comprar, certo?

No site oficial da Disney, o preço do ingresso comum, para um único dia e parque, custa a partir de 109 dólares.

Um pacote de 4 dias, com uma entrada em cada parque, custa a partir de 335 dólares por pessoa.

As crianças menores de 3 anos não pagam ingresso, e também não precisam pagar buffets em vários restaurantes.

Até os 9 anos, há um pequeno desconto. A partir dos 10 não tem jeito: pagam a entrada inteira mesmo.

O preço final depende da data. E ainda tem o acréscimo dos  impostos da Flórida, o estado onde se encontra a cidade de Orlando. São mais ou menos USD$ 25 de acréscimo a cada ingresso.

Você ainda pode ampliar a diversão: Por 40 dólares a mais você leva entradas para um dos parques aquáticos da Disney (Disney’s Lagoon Water Park e Disney’s Blizzard Beach Water Park) e uma entrada para o NBA Experience

Um detalhe bem importante: Os ingressos comprados no site oficial não tem reembolso.

Se a viagem não der certo por algum motivo, a única possibilidade é esperar a data das entradas passar e utilizar o valor do ingresso para comprar outro.

E o fast pass?

O Fastpass+ da Disney é um fura-filas e vai de presente para todo mundo que tem ingresso! Não custa nada e vale muito a pena.

Você começa com 3 agendamentos antecipados. Pode agendar na Disney mesmo (existem vários quiosques), mas é recomendável que faça através do aplicativo ou do site da Disney.

Quando der o horário, você entra no brinquedo escolhido por uma fila especial, só para quem está agendado. É só passar o World Card (cartão de acesso) e vira VIP.

O legal é que não são apenas 3 vezes de uso. Depois que usar os 3 Fastpass+, pode agendar outro. Depois que usar, outro. E assim por diante.

Por isso é que o app é uma mão na roda para quem está no parque: saiu do brinquedo, abre e agenda outro fastpass+. O tempo de fila diminui muito!

Quem já foi várias vezes garante que a melhor estratégia é agendar os seus 3 fastpass+ ao redor de 2 horas após a abertura do parque, quando já existem filas maiores. E então, seguir agendando para o dia todo.

Não esqueça que atrações mais populares têm filas maiores e a concorrência para agendar horários também é grande. Então, agende seus fastpass+ para elas com antecedência.

Quem vai se hospedar nos hotéis da Disney pode agendar com até 60 dias de antecedência. Para quem se hospeda fora deles, com 30 dias dá para reservar.

Mapa da Disney

A Disney World Orlando é um complexo gigantesco, com mais de 100 km². Se não tiver um mapa, fica difícil se encontrar por lá!

disney com as crianças mapa da disney

Com esse tamanho todo, é muito importante dar uma planejada nas rotas, localizando as atrações que deseja visitar e planejando a movimentação do dia, para não perder nenhum segundo.

Parques da Disney Orlando

A Disney não é apenas um parque: São vários!

Os 4 parques principais são:

  • Magic Kingdom
  • Epcot
  • Disney’s Hollywood Studios
  • Disney’s Animal Kingdom

Mas, não acaba aí. Ainda existem dois parques aquáticos:

  • Disney’s Typhoon Lagoon
  • Disney’s Blizzard Beach

Vamos falar deles!

Magic Kingdom Disney

O Magic Kingdom é exatamente o que o nome quer dizer: Reino Mágico.

Ele é dividido em 6 zonas:

  • Main Street;
  • Adventureland;
  • Frontierland;
  • Liberty Square;
  • Fantasyland;

Cada uma delas é um ambiente único, decorado e preparado para te levar em uma viagem completa, com sensações e emoções incluídas.

É um parque bem grande, com muitas atrações. São shows, os brinquedos (que por lá se chamam “rides”), performances, apresentações no castelo e até um show de fogos.

Aliás, é no Magic Kingdom onde fica o famosíssimo castelo da disney. Não esqueça de tirar aquela foto!

O Magic Kingdom é o parque escolhido para o começo das férias de muitas famílias. Por isso, uma dica boa é evitar visitar o parque às segundas-feiras: tem mais gente.

Ele abre as 9h e fecha as 20h. Mas, quem se hospeda nos hotéis Disney tem vantagem de novo: as Horas Mágicas.

Em épocas diferentes, é permitida a entrada uma hora mais cedo, ou a permanência até duas horas além do fechamento. Consulte as datas no site da Disney Orlando.

A entrada é pela Main Street, a ‘avenida principal’. Pegue um mapa e um time guide para fazer seu roteiro ali no túnel de entrada, para poder se movimentar melhor e planejar o seu dia.

Main Street

É na Main Street onde você vai poder ver a tradicional parada da tarde, com vários dos personagens Disney. Também acontecem outras apresentações. Confira horários no Time Guide.

De noite, rola por lá aquele show de fogos incrível que se vê nos comerciais da Disney, o Happily Ever After. Não perca, é muito, muito bonito.

Tomorrowland

A Tomorrowland é a área dedicada ao futuro. Costuma estar mais cheia na parte da tarde, então pode aproveitar a manhã para curtir com maior tranquilidade.

Tem atrações imperdíveis, como os carrinhos no melhor estilo autorama da Tomorrowland Indy Speedway e a montanha russa Space Mountain.

É importante comentar que as atrações exigem alturas diferentes para a entrada de crianças. Assim, vale checar.

Para quem é fluente em inglês, uma dica: O Monsters Inc. Laugh Floor é um show de stand-up para rolar de rir.

Os adultos vão gostar mais que as crianças. Porém,se o inglês não estiver afiado, não perca seu tempo.

Ah! Não esqueça de parar para tirar uma foto com o Stitch, no Stitch’s Alien Encounter Character Greeting.

Fantasyland

A Fantasyland é a região mais focada nos pequeninos, bem com a cara da Disney. Crianças com mais de 10 anos e adultos não vão curtir muitas das atrações, mas tem coisas bem legais para fazer!

Lá, a grande atração é a montanha russa dos sete anões, a Seven Dwarfs Mine Train. É uma graça, conta uma história durante o trajeto (que não posso estragar, não é mesmo?) e até a fila é divertida, pois tem vários jogos interativos para passar o tempo.

Porém, convém agendar com seu fastpass+, porque tem fila mesmo!

Só não espere nada radical: é um brinquedo para crianças.

Outra atração imperdível é o Mickey’s PhillarMagic. Trata-se de um cinema 4D fabuloso, onde o Pato Donald apresenta os clássicos Disney. Maravilhoso!

Tem muito mais o que fazer na Fantasyland, claro: o Peter Pan’s Flight, atração do menino da Terra do Nunca, as xícaras da Alice (Mad Tea Party) e várias outras.

Uma das atrações que vai animar a garotada é a Casey Jr. Splash ‘N’ Soak Station. Trata-se de uma praça cheia de fontes e esguichos, projetada especificamente para molhar a criançada.  Bem divertido!

Se for almoçar por ali, o restaurante Be Our Guest é uma opção legal, com comida boa a preço honesto. E o cenário é perfeito: o castelo do filme a Bela e a Fera.

Dica: A atração Enchanted Tales with Belle é uma graça, mas somente vale a pena se a criança interagir em inglês com fluência.Do contrário, pode pular.

Nela, Bela conta histórias e pede ajuda das crianças e sem conhecer o idioma, seu filho não vai participar tanto.

Adventureland

A Adventureland é das regiões menores do Magic Kingdom, mas não deixa a desejar.

Lá, está uma das atrações mais incríveis: O Pirates of Caribbean, que é muito legal mesmo e te transporta para uma aventura pirata tão legal quanto os filmes.

De novo, quem entende inglês vai curtir o passeio em barco, chamado Jungle Cruise. Não que o passeio em si tenha muita graça, mas os capitães, que pilotam o barco dão um show.

Vocês vão rir bastante das piadas. E quanto mais tarde, mais ‘livres’ e engraçadas as piadas se tornam.

As crianças vão curtir a Swiss Family Treehouse. O espaço é um parque com brinquedos, estilo playground, no meio de uma trilha. E tem uma casa da árvore grande e divertida.

Um brinquedo que é legal, mas pede planejamento é a Splash Mountain. No falecido Playcenter havia uma montanha do mesmo estilo, e ela existe também no Beto Carrero e em praticamente todos os parques do mundo.

Trata-se de uma montanha russa com água e molha bastante! Especialmente para quem vai na frente.

Se estiver frio, não vá. Você e as crianças vão se molhar e passar frio. No calor é legal, mas no final da tarde as roupas vão ficar molhadas até a noite.

Liberty Square

Embora a Liberty Square seja a menor das regiões do Magic Kingdom, ela é charmosa e você vai gostar do que tem por lá.

A atração mais famosa da última região do Magic Kingdom é a Haunted Mansion, a Casa mal-assombrada.

O caminho até a atração é cheio de lápides engraçadas, vale investir um tempinho para ler. Dentro da mansão, o ambiente é de um luxo antigo, que dá arrepios.

A casa é muito bem preparada, com efeitos bem legais. Envolvente mesmo, mas nada aterrorizante!

Não vou dar detalhes do que acontece lá dentro, porque é muito mais legal sem spoiler. E pode ficar tranquila que as crianças vão gostar. Os adultos também!

Se vocês estiverem por lá perto da hora do café da tarde, vale dar uma passadinha no Sleepy Hollow, e pedir um funnel cake, o bolo frito típico americano.

Tem variedade de coberturas e vcs vão adorar.

Epcot

Se tem algo que identifique essa região é a famosa Spaceship Earth, a ‘bola’ do parque Epcot que está logo na entrada. Não esqueça da foto!

Epcot significa Experimental Prototype Community of Tomorrow. A tradução em português é igualmente pomposa: Protótipo Experimental Comunidade do Amanhã.

O parque Epcot está passando por muitas transformações, que prometem trazer ainda mais interesse para seus ares futuristas.

Até 2022, ano em que o parque completará 40 anos, a região central passará por reformas e será totalmente reorganizada.

Também se esperam várias atrações, novidades em experiências e muito mais.

Aliás, uma delas foi inaugurada há pouco tempo: o Epcot Forever, que substituiu o show anterior e promete contar a história do parque com fogos grandiosos, lasers e coreografia com pipas.

O mais legal é que dá para ver de qualquer lugar no parque que permita ver o World Showcase Lagoon, pois ele ocorre lá, no meio do lago.

Depois de todas as reformas, o Epcot terá 4 diferentes regiões, mas hoje ainda são apenas duas: Future World e World Showcase.

Future World

Future World é a área inicial do parque  e já começa impressionando com a imponente bola, a Spaceship Earth.

Dentro dela, já se esconde a primeira atração, que conta a evolução tecnológica da humanidade e é todo um clássico.

O Future world é uma região onde crianças maiorzinhas e adultos vão aproveitar mais. As cerca de 20 atrações e os brinquedos legais foram pensadas para eles!

Como o nome diz, trata-se de um local futurista, e tudo segue essa linha.

Entre as atrações mais concorridas, e favoritas dos visitantes, é o Sparin’ Around The World, um simulador de voo em asa delta.

Nele, você voará por lugares emblemáticos do mundo, curtindo o voo. E o mais legal é que é uma experiência sensorial completa. Preste atenção aos cheiros e sons!

Aliás, simuladores não faltam. O Mission: Space leva você como astronauta, passando por galáxias e chuvas de meteoros.

Se você tem fãs de Nemo e Dory em casa, o The Seas with Nemo & Friends é atração obrigatória.

Dentro de uma concha, você fará um passeio encantador pelo fundo do mar para encontrar o famoso peixinho com Marlin e Dory.

O fundo do mar também é o tema do SeaBase, uma atração interativa e repleta de aquários e animais marinhos que vale a pena conhecer.

Existem 8 restaurantes por ali, e o mais chique é o Coral Reef, que tem uns aquários enormes e bonitos e, para combinar, serve frutos do mar e culinária americana.

Mas, para comer, o melhor mesmo é ir para a outra região do Epcot:

World Showcase

A segunda região do Epcot representa de maneira maravilhosa 11 diferentes países do mundo.

Cada pavilhão  traz os pontos turísticos, a arquitetura e lojas caracterizadas e até restaurantes de comida típica de cada país.

É bonito de ver, cheio de lugares para fotos, com alguns brinquedos e boa comida. É lá onde fica o Akershus Royal Banquet Hall, o restaurante onde as princesas se alimentam.

Se quiser ir nele, faça a reserva com antecedência, pois é bem lotado.

O World Showcase tem algumas coisas bem divertidas para crianças:

  • Passaporte

Na maioria das lojas do parque é possível comprar um passaporte da Disney, e passar nas lojas dos países do World Showcase para carimbar. Os funcionários carimbam, e deixam um recadinho.

O passaporte é pago, mas os carimbos são gratuitos. Ainda há a possibilidade de fazer o mesmo com uma máscara de papel, e ela pode ser carimbada também. Uma lembrança e tanto!

  • Disney Phineas and Ferb: Agent P’s

Trata-se de uma espécie de caça ao tesouro que acontece via celular, somente nos pavilhões do World Showcase.

Quando estiver no Epcot, inscreva a criança (ou a si mesmo) online na página do Agent P’s e receba sua missão no smartphone.

Também pode baixar o app Play Disney Parks e brincar por ali. Dá para jogar com até 9 pessoas, e demora entre meia hora e 45 minutos para finalizar a brincadeira.

Disney’s Holywood Studios

Antes chamado de MGM Studios, o Disney’s Hollywood Studios é o menor dos parques do complexo Disneyworld.

Mas, como tamanho não é documento, é um dos lugares mais divertidos e impressionantes, que vai agradar desde os mais pequenos até os adultos.

Assim como os demais parques, o Disney’s Hollywood Studios também tem diferentes regiões, e cada uma delas tem um mundo de diversão a ser descoberto!

Hollywood BLVD e Echo Lake

A Hollywood Boulevard é a ‘rua principal’ do Disney’s Hollywood Studios e fica logo após a entrada do parque.

Tudo por ali remete ao cinema, desde a fachada das lojas no maior estilo art déco até os pequenos detalhes. Rendem ótimas fotos, aliás!

No final da ‘rua’, você encontrará o Teatro Chinês, réplica do que se encontra na cidade de Los Angeles.

Dentro dele rola o The Great Movie Ride, que é imperdível, mas a própria fila para a atração já é um espetáculo: nela, se encontram vários itens originais de filmes famosos. Vale a pena conferir.

Ainda no Hollywood Boulevard está o Echo Lake. Trata-se de um parque com lago grande e bem cuidado (claro!), onde fica um navio-lanchonete que vale a pena conferir quando aquela fominha apertar.

Ali ainda há a sorveteria do Gertie, um dinossauro que apareceu em uma animação clássica de 1914. Se as crianças quiserem um sorvetinho, lá é o lugar mais legal para tomar um!

Dica quente: Se seus filhos curtem o Olaf, personagem do filme Frozen, só o encontrarão no Hollywood Boulevard, no Celebrity Spotlight.

Até o momento, é o único lugar em todo o complexo onde ele aparece para dar autógrafos e tirar fotos!

Vale comentar que em março de 2020 uma nova atração será inaugurada: Mickey e Minnie Runaway Railway, uma experiência dentro de um trem desgovernado. Promete muita diversão!

Toy Story Land

A ideia da Toy Story Land é incrível: colocar os visitantes dentro do quintal do menino Andy, o dono dos brinquedos da animação Toy Story, e fazer com que vejam o mundo através dos olhos de um brinquedo.

Tanto a Toy Story Land como o Animation Courtyard são mais focados em crianças pequenas, mas têm atrações que vão agradar todas as idades.

Entre outras tantas atrações, a Slinky Dog Dash – uma montanha russa infantil bem divertida – e a competição de tiro ao alvo 3D Toy Story Mania se sobressaem. São mesmo imperdíveis!

Além disso, as crianças vão gostar demais do Alien Swirling Saucer, com seus carrinhos que trocam de trilho.

Animation Courtyard

O Animation Courtyard é a terra da magia dentro da terra da magia, com o perdão da redundância.

É lá onde personagens de diversos dos filmes Disney se encontram e, claro, rende muitas fotos.

Algumas das atrações que mais vão animar as crianças são:

  • Voyage of the Little Mermaid, que conta as aventuras da Ariel e amigos;
  • Disney Junior & Live on Stage, um show de fantoches interativo cheio de personagens conhecidos da garotada;
  • Disney Junior Dance Party, uma festa cheia de dança com os personagens Disney mais queridos.

Sunset Boulevard

O Sunset Boulevard traz as atrações mais radicais do Disney’s Hollywood Studios, mas não deixa as crianças de fora, não!

A grande atração por lá agora é o Lightning McQueen’s Racing Academy, um show de alta velocidade incrível. Mas, a tradicional Rock’n’Roller Coaster, uma montanha russa eletrizante ao som da banda Aerosmith continua fazendo sucesso!

Além delas, você e as crianças também não podem perder:

  • The Twilight Zone Tower of terror, um passeio por um elevador mal assombrado muito divertido;
  • Beauty and the Beast Live on Stage, um show de A Bela e a Fera no melhor estilo da Broadway.

Ainda tem mais: Em noites especiais, acontece o Fantasmic!, o espetacular show (que inclui efeitos especiais e show pirotécnico) onde o Mickey sonha que tem poderes especiais.

Infelizmente, não acontece todo dia. Então, se quiser vê-lo em sua visita, vale a pena conferir a programação no calendário da Disney.

Comissary Lane

A Comissary Lane é uma região pequenina. Nela, se encontram dois restaurantes e uma atração: Mickey and Minnie Starring in Red Carpet, onde o casal mais famoso da Disney recebe os visitantes para fotos e autógrafos.

Vale a pena conferir, especialmente para quem gosta do Mickey aprendiz de mago, pois ele espera os convidados vestido com a roupinha do filme. Uma graça!

Grand Avenue

Outra zona pequena, a Gran Avenue tem algumas lojas, restaurantes e uma atração: Muppet Vision 3D, uma apresentação dos famosos Muppets.

Não é nada de outro mundo, viu? Apesar de divertido, deixe para conhecer apenas se sobrar tempo.

O que é mais interessante na Grand Avenue é que através dela se chega a mais nova região do parque, da qual vamos falar agora!

Star Wars: Galaxy’s Edge

Incrível é a única palavra para descrever a área dedicada à saga Star Wars!

Por mais estranho que pareça, a melhor coisa da zona é ela mesma.

O ambiente, cuidadosamente preparado pelos magos Disney, fazem você esquecer que está na Terra e te leva diretamente para o planeta Batuu, um dos cenários dos filmes mais recentes.

A região foi um dos maiores projetos de expansão do complexo, e ficou bastante tempo em construção. A última – e mais divertida – atração foi inaugurada em dezembro de 2019.

Trata-se do Star Wars: Rise of Resistance. Nela, você e seus filhos serão transportados para uma batalha intergalática entre o bem e o mal, com direito a muitos efeitos especiais, animatrons e projeções.

Atualmente, essa atração só atende quem agenda horário através da fila virtual, que funciona mais ou menos como o Fastpass+, sobre o qual falamos antes. E outra coisa: Só dá para ir uma vez por dia.

Agendamento: Galaxy’s Edge

Para agendar seu horário, é preciso estar dentro do parque. Então, basta acessar o app da Disney, acessar a atração e clicar em “Join Boarding Group”.

Então, é só aguardar e continuar curtindo o parque. Quando chegar seu horário, o sistema envia um alerta.

Quando receber o seu, não precisa sair correndo. O sistema dá um prazo para sua chegada, entre uma e duas horas.

O problema é que os grupos vem se esgotando muito rápido (em menos de uma hora!), e as vezes, não dá para conseguir horário. A atração está super em alta.

Por isso, não perca tempo: No primeiro minuto de abertura do parque já agende o seu.

Embora seja a atração mais ambiciosa de todo o complexo, ela não é o único atrativo do Star Wars: Galaxy Edge.

O simulador Millenium Falcon: Smuggler Run é bem interessante. Meio interativo, cada visitante recebe uma função a cumprir dentro da nave de Han Solo, que, sejamos francos, já é uma atração por si mesma.

E, se não bastasse, ainda há o Milk Stand, para provar as bebidas coloridas que aparecem nos filmes!

Disney’s Animal Kingdom

Muita gente não faz questão de visitar o Animal Kingdom, achando que é um parque estilo zoo, sem muita graça.

Pura bobagem!

Trata-se de um parque muito diferente de todos os outros, e merece uma visita detalhada, sim. Especialmente para quem vai viajar para a Disney com crianças!

Tem animais para ver, mas tem muito mais que isso. Tem até um safári de verdade!

Da mesma forma que os demais parques, ele está dividido em regiões:

Oasis

Não tem nome melhor para essa região: é mesmo um oásis.

Além de uma loja, um restaurante e um café/bar (tudo no estilo safári), o Oasis Exhibits permite que você e as crianças passeiem por lindos jardins tropicais onde vivem exóticos animais como a babirusa e o colhereiro.

Discovery Island

Logo de cara, a Discovery Island impressiona com a Tree of life, uma imensa árvore da vida, cheia de animais esculpidos em seu tronco.

Na região fica a atração It’s Time to be a bug, com os personagens do filme Vida de Inseto, e a Discovery Island Trails, cheia de animais.

Mas o que anima a criançada mesmo é a caça ao tesouro que propõe o Wilderness Explorers. Funciona como o Agent P’s do Epcot, e a criança precisará de uma mãozinha de quem fala inglês.

Só cuidado: a brincadeira pode consumir bastante tempo!

Dinoland U.S.A

A Dinoland é das regiões com maior concentração de atrações focadas nos pequenos. Por isso, é das favoritas deles!

Entre as atrações mais divertidas estão o Finding Nemo the Musical, um musical lindo que se tornou clássico do parque, e o Dinosaur, brinquedo que simula uma viagem pela pré-história.

Vale comentar que este último não é lá muito indicado para crianças pequenas, pois tem escuridão e muitos dinossauros. Mas, se não tiver problemas com isso, certamente vão adorar!

Também tem a Primeral Whirl, montanha russa infantil cheia de giros, o The Boneyard, um belo playground onde os pais podem fazer aquela pausa enquanto os filhos se divertem, e muito mais.

Pandora: The World of Avatar

Mesmo quem não é fã do filme dirigido por James Cameron, essa é uma área imperdível.

Nela são reproduzidos os cenários do filme, em toda sua riqueza de detalhes. E há atrações muito boas!

É lá onde fica um dos melhores simuladores do complexo Disney, o Flight of Passage. Ele te leva por um voo alucinante sobre Pandora e sozinho já valeria a visita!

Mas, cuide de agendar o horário com seu fastpass+. A atração é super concorrida, e suas filas são as maiores do parque.

Agora, quem é fã do filme mesmo e quer um momento relaxante, o Na’vi River Journey é ideal.

Trata-se de um passeio em barco através dos cenários maravilhosos de Pandora. Mas, como é apenas um passeio de barco, considere deixar para quando estiver precisando de uma pausa.

África

Embora Pandora atraia muito a atenção, a estrela do parque fica na África: o Kilimanjaro Safaris, um safári que simula certos biomas africanos.

Não pense que é um brinquedinho, não. Nele, você vai fazer um safári de verdade com as crianças!

A dica para curtir bastante – e ver animais acordados, que é o objetivo – é ir para esta atração bem cedinho. E, se tiver oportunidade, vá duas vezes: enquanto o dia está claro e após escurecer.

A experiência é bem diferente!

O Festival of the Lion King também rola por lá. E é absolutamente imperdível, mesmo para quem não é muito fã do Simba e seus companheiros.

Ásia

A Ásia, região toda decorada em estilo oriental, traz as atrações mais radicais do Animal Kingdom.

A mais concorrida delas é a Expedition Everest, uma montanha russa que te leva para encontrar o famoso Pé Grande. Não tem loopings, mas dá um bocado de adrenalina!

Para quem gosta de brinquedos com água, o Kali River Rapids com suas corredeiras vai agradar. Mas, cuidado: Vocês vão se molhar muito!

Para ela, vale a mesma regra que para outros brinquedos do estilo: Se estiver frio, ou for o final do dia, não vá. Pode ser bem inconveniente ficar com as roupas ensopadas até a hora de ir embora.

Por último, não perca o show com pássaros UP! A Great Bird Adventure. Crianças e adultos vão adorar!

Parques aquáticos da Disney

Se tem uma coisa que criança gosta é brincar na água, certo? E se for em um parque aquático maravilhoso, melhor ainda!

As atrações não diferem muito dos outros parques aquáticos do mundo: Tem toboáguas radicais, piscinas e tobogãs para crianças, piscina com ondas e riacho com correnteza para flutuar com boias.

Se for para lá no verão, vale a pena curtir!

Disney’s Typhoon Lagoon

Até a data de publicação deste artigo, este parque aquático da Disney permanecia fechado para reformas, sem previsão de abertura. Mas, volto para te contar quando houver uma!

Disney’s Blizzard Beach

Um dos maiores parques aquáticos de Orlando, o Disney’s Blizzard Beach é temático e encantador.

Por incrível que pareça, o tema escolhido foi o Polo Norte e suas terras geladas. Interessante para uma atração super com cara de verão, não é mesmo?

O parque é cheio de chalézinhos de madeira encantadores e montanhas nevadas, mas é só decoração. Afinal, piscina e frio não são boas combinações.

Este parque fica entre abril e dezembro, fechando na temporada de inverno para manutenção. E porque a procura deve ser bem menor nessa época, claro.

Orlando não é só Disney!

Agora que você já sabe tudo sobre os parques da Disney, certamente quer saber o que mais Orlando tem para oferecer!

E tem bastante o que fazer: parques, cultura, compras, diversão noturna e muito mais!

Outros parques de Orlando

Não é sem motivo que Orlando é chamada de capital mundial dos parques: Além da Disney, ainda existem vários outros!

Sete deles são imperdíveis:

Todos eles ficam em Orlando, exceto o Busch Gardens. Este, fica a uma horinha de distância, na cidade de Tampa.

Alguns são parques aquáticos, outros são temáticos, cheios de atrações e brinquedos.

Não vamos conversar muito sobre eles porque hoje o papo é sobre a Disney, mas se quiser saber mais, é só pedir nos comentários que a gente conta!

O que sim precisa ser dito agora mesmo é que o famoso parque do Harry Potter fica em Orlando, no Universal Studios. E esse é visita obrigatória, hein?

Orlando além dos parques

Orlando é uma cidade muito turística. Por isso, as opções fora parques também são grandes.

Museu WonderWorks

Localizado em uma casa de cabeça para baixo, este museu traz uma proposta de interatividade que vai encantar a criançada e muito adulto!

Trata-se de um imenso espaço de entretenimento educativo, com experimentos interativos. Consulte horários e valores no site do WonderWorks.

Ripley’s Believe it or not

Um museu de bizarrices, cheio de quadros engraçados e coisas estranhas que garante muita diversão!

Seu criador, o americano Robert Ripley, era o editor de um jornalzinho dedicado a eventos ‘estranhos’, que resolveu abrir o museu após colecionar centenas de histórias e artefatos interessantes.

Conheça mais sobre o Ripley’s Believe it or not no site oficial.

Icebar

Já imaginou comer e beber algo dentro de um bar todo construído com gelo?

Longe de ser uma fria, o Icebar é um dos lugares mais diferentes que se tem a oportunidade de conhecer em Orlando.

Nomeado o maior bar de gelo permanente do mundo, e presente na lista dos 10 melhores bares dos Estados Unidos pelo canal Travel’s Channel, o Icebar é uma experiência gelada, mas muito interessante.

Só tem um probleminha: Crianças lá, só acima dos 8 anos.

Medieval Times

Se você já esteve no Beto Carrero World, assistiu o espetáculo Excalibur e gostou, não perca!

Trata-se de uma luta medieval durante um delicioso jantar completo, de 4 pratos e bebidas sem álcool incluídas.

O show conta com 6 cavaleiros que competem entre si, com armas medievais reais, cavalos, e até um falcão!

Faça sua reserva através do site oficial do Medieval Times.

Restaurante Bubba Gump Shrimp Co.

O restaurante Bubba Gump é o local mais legal para comer camarão em todo o território americano!

Se você assistiu ao filme  Forrest Gump, de cara entende a referência. Se não, assista antes de ir. É um filme excelente.

A temática já atrai por si só. Mas, não é o único atrativo!

Ele se localiza no City Walk da Universal, mas é acessível para quem não está no parque, tornando-se um dos melhores lugares para finalizar um dia de diversão.

A decoração é incrível, cheia de referências ao filme.E os preços são bem democráticos. Vale a pena uma visita!

Orlando Balloon Rides

Já pensou sobrevoar Orlando a bordo de um balão de ar quente? Não?

Pois é uma oportunidade!

Cortando os céus em um balão, você e a família podem ter uma visão da cidade completamente diferente de todas as outras.

Para saber mais, acesse o site da Orlando Balloon Rides.

Kennedy Space Center

Se você e as crianças são fãs de aventuras no espaço, vão adorar conhecer o Kennedy Space Center.

Em parceria com a NASA, o local oferece passeios fabulosos por ônibus espaciais, exibição de artefatos originais de programas espaciais e várias outras atrações.

O local com certeza desperta aquela vontade de ser astronauta nos pequenos. E nos adultos!

Para conhecer mais sobre o Kennedy Space Center, acesse seu site oficial.

Amway Center

O Amway Center é palco de shows de artistas renomados e de jogos de basquete, hóquei e futebol americano.

A agenda é muito movimentada, com eventos ao longo do ano todo. Na temporada de primavera-verão (entre abril e setembro), há ainda mais eventos agendados!

Para conferir a programação e comprar seus ingressos, acesse o site oficial do Amway Center.

The Paddling Center

Se você deseja ir à Orlando em busca de aventura, não deixe de visitar o The Paddling Center. Por lá, você encontra ar puro e muita diversão!

Dentre as atrações do lugar, você pode encontrar: passeio de caiaque, canoagem, aluguel de pranchas e muito mais!

Está interessado? Então corre para o site oficial do The Paddling Center e confira tudo o que o lugar tem a oferecer!

Crayola Experience

Para tornar a sua ida a Orlando mais memorável e divertida, vale a pena conhecer o Crayola Experience. Lá, você e as crianças vão descobrir a magia das cores!

Com atividades feitas para toda a família, essa experiência envolve muita cor mesmo. No local, é possível realizar atividades com giz de cera derretido, massinhas de modelar e muito mais.

Para conhecer mais sobre o Crayola Experience e saber sobre as atividades do momento, acesse o site oficial. Por lá você ainda pode comprar o seu ticket!

Melhores lojas em Orlando

Nem só de parques e passeios se faz uma visita a Orlando, certo? As comprinhas também precisam ser incluídas!

Os melhores locais de compra em Orlando são:

A loja Ross Orlando é super famosa entre os brasileiros. Em seu nome já dá para entender o porquê: traduzindo, Dress for Less significa “vista-se por menos”. É o point das compras de roupas!

Os 4 seguintes são shoppings excelentes, com variedade de lojas e bons preços.

Já o quinto, você conhece: é um hipermercado famoso, com unidades até aqui no Brasil.

Mas, não se engane: é um local de compras incrível nos Estados Unidos! Lá tem muitas das coisas que você e a família vão querer comprar, como maquiagem, produtos de beleza e cuidado pessoal, brinquedos, eletrônicos…

E os preços são bem mais interessantes que em lojas mais turísticas.

A Brenda, nossa leitora que ajudou com dicas top para viajar para a Disney com crianças, indica duas lojas para comprar guloseimas diferentes e lembrancinhas para trazer ao Brasil:

  • Five Below, onde tudo custa até 5 dólares;
  • Dollar Tree, a loja tipo “1,99”, que traz produtos legais por apenas 1 dólar.

Ela conta que achou muitas coisas legais nelas, com preços muito mais em conta que dentro dos parques ou em outras lojas. Vale a pena conferir!

Dicas para viajar para a Disney com crianças

Existem coisas que só quem já foi viajar para a Disney com crianças sabe, né? Aqueles detalhes que só quem é mãe presta atenção!

Por isso, fomos conversar com quem já foi, curtiu e tem dicas quentes para facilitar sua viagem!

O planejamento começa no Brasil

Quem é mãe já sabe: Até para uma viagem de um dia é preciso planejamento!

Quando se vai para a Disney com as crianças,o planejamento se torna ainda mais importante.

A Brenda nos comentou coisas muito interessantes sobre isso: “ A melhor coisa é comprar as passagens em um voo noturno. Assim, as crianças dormem a maior parte do tempo e não se sentem desconfortáveis.”

Ela teve ambas experiências, voando tanto de dia como de noite. E completa: “Se não tiver jeito e o voo for durante o dia, não esqueça de carregar o celular e encher de jogos que possam ser jogados offline.”

Além disso, ela ainda nos dá uma dica de ouro sobre a questão de medicação: “Lembre-se dos remédios que as crianças geralmente utilizam, porque nem sempre tem o mesmo nos Estados Unidos e não dá para comprar sem receita a maioria deles por lá.”

Caso precise ou deseje levar algum medicamento, leve a embalagem/vidro fechado, e não esqueça da receita. A leitora comenta que nem sempre é pedida, mas se for e não existir, pode se tornar um problema.

Carrinhos são essenciais

Carrinhos para transportar as crianças são fundamentais. Ela conta que, se não levar o seu, deve comprar um assim que chegar.

“Criança nenhuma aguenta andar o dia todo, como é nos parques. Mesmo para os maiorzinhos, o carrinho é essencial. Não levei o meu, mas comprei um simples e baratinho em Orlando assim que cheguei. Não tem jeito de ficar sem.”

Os parques, tanto da Disney como os demais, oferecem o serviço de aluguel. No entanto, a leitora comenta que, pelo valor cobrado em relação aos dias de uso, você compra o seu e sobra dinheiro.

No avião

Não é segredo que comida de avião não é lá essas coisas, não é mesmo?

E, se não agradam a muitos adultos, para as crianças é ainda pior! Por isso, não esqueça de arrumar uma mochilinha com lanches práticos, que agradem seus filhos.

Brenda nos contou uma coisa ótima: “Nos Estados Unidos, comprei lanches do McDonalds e levei para o avião. Na hora de comer, pedi para a comissária de bordo esquentar e pronto.”

Ela ainda comenta que, apesar do avião ter televisão, é melhor ter alguns desenhos e filmes que a criança tenha o costume de assistir no celular, tablet ou laptop.

Nos parques da Disney

Mãe de dois pequenos, Brenda nos conta que a primeira coisa a fazer é identificar as crianças.

Dicas para os parques:  Identifique as crianças

“Tem muita gente lá. Muita mesmo. Em um segundo de distração, eu e meu marido perdemos o meu caçula de vista. Imagine o desespero?”

A situação teve final feliz, em poucos minutos. Mas, sem identificação, poderia ser fatal.

No parque, uma criança perdida é levada pelos funcionários ( que sempre estão atentos!) até um Centro de Atendimento ao Bebê, que existem nos 4 parques.

De lá, se entra em contato com os pais, se a criança estiver identificada. Caso contrário, ela ficará esperando até a chegada.

É nesse Centro de Atendimento ao Bebê onde as mães de crianças pequeninas encontram fraldários e espaços tranquilos para a amamentação.

Cuidado com os gastos

Brenda conta também que as crianças ficam doidas com as lojas, e que os gastos vão às alturas sem controle.

“Minha dica é não entrar em lojas com as crianças. As coisas são caras e, se a gente for comprar tudo o que eles querem, vamos à falência! As coisas lá dentro custam o triplo.”

Adultos também precisam se controlar: “Na verdade, nem nós mesmos devemos entrar em todas elas, porque dá vontade de comprar tudo.”

Ela comenta que a alimentação nos parques também significa gastos estratosféricos, além de fazer perder boas horas de diversão.

“Na segunda viagem eu preparei uma mochilinha com guloseimas, e só comprei bebidas no parque. Com toda a diversão, ninguém sente muita fome”.

Quem prefere almoçar mesmo, deve pesquisar: “Os restaurantes do parque tem preços muitos distintos, então vale a pena pesquisar”, conta Brenda.

Para o jantar, ela conta que preferia pegar food to take away, como os americanos chamam os nossos marmitex, e comer no hotel.

“Sempre terminávamos os dias mortos de canseira. Até jantamos fora um ou dois dias, mas na maioria deles o plano era o marmitex mesmo, para comer no hotel.”

Todo mundo se diverte

Outra coisa que preocupa bastante os pais é em relação aos brinquedos onde as crianças não podem ir, seja por altura ou outros motivos.

“ A Disney oferece um serviço especial para os pais com crianças: o Riders Switch. Com ele, um adulto vai no brinquedo enquanto o outro espera com os pequenos. Depois, trocam. Sem pegar fila de novo!”

O serviço só funciona nas atrações mais radicais, e deve ser agendado na fila mesmo. O site oficial da Disney Orlando traz todas as informações sobre o Riders Switch (e como usar!) nesta pagina.

Os shows e apresentações da Disney são sempre em inglês. Mas, como muitos visitantes não falam o idioma, a Disney oferece o serviço de tradução, chamado Ears to the World.

Trata-se de um dispositivo eletrônico com fone, que você deve solicitar nos Centros de Atendimento ao Visitante (Guest Relations), na entrada dos parques.

Não tem custo, mas é preciso fazer um depósito de USD$ 25. Ao devolver, é feito o estorno.

Não são todos os shows que contam com o serviço, mas os mais legais o tem. Veja a lista completa de atrações Disney com tradução.

Durante as compras

Embora as crianças fiquem doidas em lojas de brinquedos, elas se cansam da brincadeira muito rápido.

Por isso, não esqueça de levar algum entretenimento para elas, como o celular. Também vale comprar um brinquedo para entretê-las durante suas compras, e revezar o cuidado entre o casal.

“O jeito é revezar, mesmo. Enquanto eu estava em uma loja que me interessava, meu marido olhava as crianças e brincava com elas. Depois, era a vez dele”.

Perguntas frequentes sobre a Disney

Selecionamos as perguntas mais comuns sobre viajar para a Disney com crianças, e as respondemos agora!

Qual a idade ideal para crianças irem à Disney?

Não existe regra quanto a isso. No entanto, crianças a partir dos 6 anos vão aproveitar mais.

Criança paga entrada na Disney?

Crianças até 3 anos não pagam. Entre os 3 e os 9, têm desconto no ingresso. A partir dos 10, o ingresso é cobrado em valor normal.

Onde comprar os ingressos para a Disney?

Você pode comprar os ingressos para Disney através do site oficial da Disney Orlando, ou com agentes de viagens devidamente autorizados.

Quantos dias devo ficar na Disney?

Para visitar os parques, o ideal é ficar ao menos 4 dias. No entanto, quanto mais tempo para curtir, melhor!

Devo escolher um hotel Disney ou fora dela?

Depende. Os hotéis Disney oferecem vantagens para seus hóspedes, como horas extra dentro do parque, transporte desde o aeroporto e outros, o que facilita bem a vida da família.

Porém, o valor é mais elevado. É preciso colocar na balança os gastos e os benefícios para decidir.

Viajar para a Disney com crianças é um sonho!

Viajar para a Disney é uma das coisas com a qual muita gente sonha desde pequeno.

Poder proporcionar isso aos filhos é uma experiência incrível!

A viagem pede planejamento. É preciso considerar as necessidades dos pequenos, seu conforto e, claro, o bem-estar dos pais também. Afinal, criança incomodada não deixa os pais curtirem!

Você ainda ficou com alguma dúvida?

Conte para a gente nos comentários! É possível que possamos ajudar!

 Veja também: 

Deixe um comentário

  Subscribe  
Notify of